domingo, 15 de abril de 2007

Incontinência Verbal

Tenho uma amiga que sofre de Verborreia. Tenho a ligeira sensação que ela não sabe que essa doença lhe foi diagnosticada, assim dá continuidade a uma existência errante e completamente desprovida de sentido de oportunidade.
A história que vos relato teve lugar num bar. Estava eu e o caro amigo David, a disfrutar dos prazeres ébrios de uma cerveja e a ter uma conversa eloquente sobre a depilação integral da mulher brasileira, quando somos interrompidos pela querida amiga Susana que não se coíbe nos especificar pormenorizadamente que também ela recorre à depilação integral.
Acontece que esta argumentação se prolongou durante largos minutos, o que sucede é que um ilustre desconhecido que tirava um maço de tabaco de uma máquina(há pelo menos 15 minutos) escutava atentamente a descrição de todo o processo, desde o método, as melhores maneiras, se doía muito ou pouco.. O rapaz estava siderado, e se olhássemos atentamente conseguíamos descortinar uma protuberancia na zona pélvica e um sorriso...aquele sorriso masturbatório.
A Susana, essa, continuou a sua noite, o rapaz que escutava a conversa ficou dobrado a fingir que recuperava os trocos da máquina de tabaco por mais de 5 minutos e depos retirou-se apressadamente (presumimos que nessa noite rendeu-se ao Onanismo).
Quanto a mim e ao David despedimo-nos com um breve Adeus, certos que ainda nessa noite, estaríamos novamente com a Susana na palma da mão.

* Obs- Qualquer semelhança deste relato com factos reais, ou das suas personagens com personagens da vida real é pura realidade.

7 comentários:

David disse...

O problema é que esta nossa amiga tem, para além da Verborreia, um distúrbio nas cordas vocais que a impede de emitir sons de baixa frequência. Dá para imaginar no que se podem tornar estas duas doenças juntas…

Dada a amplitude do cocktail de doenças desta nossa amiga, penso que, para além do rapaz da máquina de tabaco, houve mais gente a ouvir a história. Só nos* apercebemos do rapaz porque ele estava numa das poucas zonas de um bar onde é estranho uma pessoa passar mais de 1 minuto.

* - Digo “nos” porque eu sou o amigo David.

Alcides disse...

Não me recordo de nada mais grave do que este conjunto de doenças..Acho também que está em fase inicial do Sindroma de Tourette, o que a torna num caso sem precedentes.

Tendo em conta que houve mais gente que ouviu a conversa..houve mais gente a "espancar o macaco" nessa noite..

susana disse...

Mas a história não termina aqui!!!!!!!!!!!!!!!!!Quem eram as duas almas penadas q estavam no meio da estrada a exemplificar a arte da depilação com um lenço de papel a substituir aa bandas de cera, hei??????????????E eu é que tenho problemas???????????????lol

Catarina disse...

Boas!!!

Este foi sem dúvida o post que mais me fez rir...conheço a susana à pouco tempo mas consigo imaginar na perfeição toda essa situação :P

Muitas beijocas

PS: parabens pelo blog!!!!

Anónimo disse...

A Carla manda dizer que de hoje em diante acabaram-se as irreverências da Carla, parepara-te para uma nova postura perante as abordagens às gajas da tua vida!!

Alcides disse...

Carlica!!Em primeiro lugar estamos na Final da Taça!!!Quanto à postura sabes que comigos estás na boa estás na boa!!
beijos

duarte disse...

Este fim-de-semana veio comprovar a mudança de postura da nossa amiga Carlica... estás lá!!! "The love boat..." :D