sexta-feira, 18 de maio de 2007

Apocalipse Now

O desporto requer perícia, pontaria, agressividade e a capacidade para suportar a dor de um balázio à queima roupa…Trata-se de Paintball. Não sou apreciador deste tipo de desporto, mas há uns anos, durante a Semana da Juventude na Moita, tive a oportunidade de participar (gratuitamente) num evento deste género.

A minha equipa era composta por uma panóplia de caricaturas, nas quais me inclúo, que faço questão de enumerar as vedetas:

Joel Palmeta aka O Cérebro – o Estratega da equipa, capaz de delinear um esquema em que uma Vidreira conseguiria ter sucesso na Faixa de Gaza através da reciclagem de pacotes de leite. É também conhecido pelos seus dotes…físicos.

Hugo The Chicken – Auto-proclamado líder da Frente de Libertação do Palheirão, (uma organização marxista-leninista que pratica a luta armada com vista à obtenção da Indepêndencia do Concelho da Moita). Consigo, trouxe o Irmão, um dos mais procurados Terrorista do Distrito de Setúbal, actualmente casado e afastado das Milícias, mas interveniente nas reuniões que têm lugar na cave do Clube Recreativo do Palheirão, onde também se joga à Batota.

Ondas – O tal do Qual é a tua ó Meu (ler post com o mesmo nome) Julgo que dispensa apresentações…e eu, alguém que nunca tinha pegado numa arma e devido à brilhante capacidade de criar com estas mãos que os meus pais me deram, chamam-me Alcides 2 Mãos Esquerdas.

Ganhámos o primeiro embate sem qualquer tipo de incidente, porque esses ficariam reservados para o segundo jogo.

O segundo e último jogo foi o Caos. Em primeiro lugar, o Ondas decidiu experimentar a potência da sua arma…nas costas do Joel. O resultado foi a escaramuça mais hilariante da história das Escaramuças, com o Joel a contorcer-se em dores mas ao mesmo tempo a empurrar o Ondas em sinal de retaliação.

Depois, surgiu um incidente que poderia ter sido bem mais grave…Após a derrota com uma equipa de jovens particularmente ávidos de uma boa cena de pancadaria e quando eles festejavam a vitória (todos de costas para nós) The Chicken que também é conhecido por Dedo Leve, dispara acertando num dos membros da outra equipa. O momento que se seguiu foi de muita tensão, com armas em riste e eu feito Kofi Anan a mediar o conflito… Felizmente não houve baixas, nem feridos… O alvejado dizia: “Eu vi Raiva nos olhos dele..”

Eu também.

Tão cedo, não me meto no Paintball...

5 comentários:

Alguém que adora perder (ou não?!) disse...

No Comments....

Quero a desforra!!! Não me convenço que perdemos(vocÊs). Se perdemos(vocÊs) foi porque a Prume (esses três prédiozitos, que nem se parecem com um bairro) não se encaixaram na táctica árdua e muito pensada do FLP( bairro enormíssimo com raízes dos antepassados conquistadores portugueses(não é à música dos Da Vinci(ou é?!))).

Na minha perspectiva...... ganhamos(Eu)!!!!!!


Bem...fui!

Ass.: Alguém que não gosta de perder(ou gosta?!).

Alguém que adora perder (ou não?!) disse...

AAAhhhhh....e "uma organização marxista-leninista "...(faz-se silêncio e...)

...NUNCA!
...JAMAIS!
...NEVER!
...NOOIT
...NIE!
...ΠΟΤΕ!
...MAI!
...НИКОГДА!
...결코!

David disse...

Ah? Não pode!?
Hugo The Chicken com mau perder?
Nunca vi!

Alcides disse...

Mau perder...Nãããã...Ganhaste??Toma lá um balázio nas costas..Quanto à Prume..está para a Moita como Paris está para França...Já o Palheirão está para a Moita como o o Vale da Amoreira está para a Baixa da Banheira...

JE disse...

Para Paris...AHAHAHA...só se for o tamanho dos prédios...ehehhehe....
ARRANCA....