terça-feira, 15 de maio de 2007

Bananarama

Para mim o Carnaval passou a ser uma altura do ano em que se puder, não saio à rua…
Em primeiro lugar, porque acho perfeitamente ridículo ver homens mascarados de Mulheres e Mulheres com o Pijama vestido (nunca percebi qual o tema dessa máscara). Tempos houve em que me mascarava, mas depois, lá vinham outra vez as questões que tinham a ver com a minha tez…O Zorro não é PretoO Capuchinho Vermelho não é Preto…O Homem Aranha não é Preto…Foi nessa altura que percebi que teria apenas duas alternativas no que concerne a máscaras de Super-Heróis: O Shaft ou então…o Chibanga!

Outra coisa que não entendo no Carnaval é o facto de algumas pessoas se mascararem de Pretos…Será que estaremos ao nível de um qualquer herói da Marvel ou de uma alguma personagem de capa e espada? Prefiro encarar isso dessa forma do que de qualquer outra.

E as músicas de Carnaval?:
- Djizem qui kachaça é agua…kachaça não é água não..
- Palhaço eu não sou...palhaço eu não sou…O tempo dji Palhaço já passou
- Se você fosse sincera óóóó Aurora…
- Ei você aí mi dá um djinheiro aí…


Obras-primas. É o que me ocorre.

Porém, num Carnaval não muito longínquo, ocorreu-nos a ideia de nos mascararmos de Fruta (tema perfeitamente imparcial no que respeita a tons de pele, pensei eu). A mim, calhou-me a Banana. Assim que vesti o fato, a minha Bicha sai-se logo com: Banana? E não havia lá Beringelas?

A noite foi muito divertida, contrastando com o amanhecer em que eu (vestido de Banana!) tocava à porta da casa do amigo do meu irmão (que nos acolheu em virtude das obras da nossa casa), sem qualquer tipo de resposta…Bati, bati, bati, bati e nada. Dormiam profundamente. Acabei por acordar um vizinho que se prontificou a deixar-me fazer um telefonema para ver se os acordava…Completamente infrutífero! Mas já me imaginaram vestido de Banana, às 7 e pouco da manhã...bêbedo, na sala de uma completo estranho a telefonar??Só de pensar fico com vergonha…Ah e ainda pedi um copo de água…

Decido tentar dormir nas escadas…Demasiado frio. Lembrei-me então de ir para a casa do meu amigo Gigante e desço o Parque a correr. Os toxicodependentes ao verem-me correr, pensaram: Bem, esta merda é tá-me memo a bater forte!!! Vai ali uma Banana Gigante a correr…

E assim, fui acolhido pela D. Ema que me providenciou pequeno-almoço, uma cama e mais tarde uma muda de roupa e um saco, para o fato de Banana.

13 comentários:

Anónimo disse...

30 meu irmão,acho que foi aí que deixaste de gostar de te mascarar no carnaval.O trauma foi profundo:)Eh eh eh.Da minha parte peço desculpas,mas àquela hora,só atendo outra fruta...:)ainda se estivesses mascarado de AMEIXA...:))ASS:O 40.Abraço

Alcides disse...

LOL

Pelicano disse...

Bem que podíamos jogar todos equipados de banana um dia destes num jogo do Inatel...

Anónimo disse...

E de Magnum, naum??
Ou de Melro?
;)
:P

Alcides disse...

Já me deixei da onda do Carnaval..:-)mas gosto da ideia do melro..ou de corvo..dá-lhe um ar mais esotérico...

Anónimo disse...

É o ar esotérico e os pensos pra deixar de beber...
;)
Qqr dia passamos a chamar-te Vicente, não?
:P

Alcides disse...

Vicente??E quem é que goza e não se identifica?

Duarte disse...

Ainda havemos de fazer os "Men in Black", vai bem com a tez e tudo... :P

Abração

Anónimo disse...

Lê nas "estrelinhas", totó!
Vicente!! Vicente é giro! :-D

Cu: Pai Natal, aka Starg@zer

Alcides disse...

Desculpa Ara!!!My bad..

Anónimo disse...

Ah, prontoS, 'tava a ver q naum...
Na sei é se desculpo. :P
:-D

Lila disse...

Bem, eu já tinha ouvido esta história. Infelizmente não tive o prazer de te ver mascarado de banana, mas imaginar a cena é hilariante. Acabei de dar sentido à expressão "chorar a rir". És de mais.
Beijinhos

Ssssandra disse...

Viste como as meninas estavam mascaradas este ano?? De MUKALÉLÉ!!!

Tens de ver as fotos!

Beijinhos
Sandra