quinta-feira, 5 de julho de 2007

Museu Of Modern Art


(…) this innovative wallet is made from a single piece of strong, moisture-resistant Tyvek® with a simple folding system that eliminates the need for seams and stitching. The wallet includes three pockets and a secret storage area (…)


Não parece que falam de uma Carteira??

Fui brutalmente vilipendiado pelo Museum of Modern Art.

Na leitura de uma revista, descobri o site www.momastore.org. O artigo falava da variedade de produtos que eram comercializados no Museu, sendo que se centrava em lembranças cujo valor não ultrapassaria os 20 €.

Levado pelo espírito consumista, decido adquirir um dos seus produtos. Como podem ver na imagem optei por de uma Carteira. Ou melhor, eu Pensava que era uma Carteira. Achei a ideia do padrão de um envelope de avião bastante original e já me imaginava na fila do Inô, vulgo Pingo Doce, a pagar um raminho de coentros e a sacar da minha carteira toda moderna, vinda de Nova Iorque e as pessoas a dizerem: Eh pá este gajo está a pagar um raminho de coentros com uma nota 50€…Deve ser emigrante!!” Porém, a única coisa que foi de avião foram quase 40 €.

Após a escolha do produto, procedo ao pagamento. Recebi o e-mail de confirmação, no qual tinha um número de ordem de encomenda, através do qual poderia ir acompanhando o processo de envio do produto. Andava ansioso. Todavia, a entrega do produto foi conturbada, uma vez que a empresa que realiza as entregas, teimava em vir à minha casa em horários em que eu não estava. O que aumentou consideravelmente a ansiedade e o valor da “suposta” carteira, pois por diversas vezes, entrei em contacto com eles para agendar a entrega.

Ontem chego a casa, volto a ligar para eles e dizem-me que ainda não tinham passado cá. Alegria, Contentamento e Satisfação. O grande dia estava aí. Passavam pouco minutos da 15h, quando tocam à campainha. Vou à janela e vejo a carrinha da UPS estacionada. Dou dois pulos de alegria e abro a porta. Oiço um ocioso funcionário a subir lentamente as escadas. Questiona-me acerca do meu nome com enfado, assino (com uma caneta digital) a nota de encomenda e entrega-me a embalagem. Era estranhamente leve. Muito leve mesmo…Como uma criança às 00:01h do dia 25 de Dezembro rasgo freneticamente a embalagem, olho de relance para uma folha de papel com um padrão de envelope de avião e penso que é apenas um flyier. Esvazio a embalagem, que vinha cheia de bolinhas de esferovite, para dentro do caixote do lixo e nada de carteira… Procuro e nada..

É então que constato que a “suposta” Carteira, é nada mais nada menos que a tal folha de papel, com um padrão de um envelope de avião, dobrada de forma especial (lembram-se dos barcos e aviões que se fazem com uma folha A4? Basicamente é isso!!!). Gastei perto de 40€ por uma folha de papel!!

Sinto-me brutalmente vilipendiado pelo Museum of Modern Art.

11 comentários:

Duarte disse...

"Tyvek® Is Not Paper!
Tyvek® has a higher strength-to-weight ratio than paper and other envelope materials. It's not only significantly lighter than paper, it's stronger. Which can be pretty important when you're sending something heavy or bulky. And when paper gets wet it absorbs moisture and falls apart. Amazingly, Tyvek® doesn't. Paper can also be torn, frayed, punctured and destroyed easily. Tyvek® resists all these dangers. And printing on Tyvek® creates brilliant results. So when you actually stop and think about it, when you need protection, why would you choose anything but Tyvek® envelopes?"

Anónimo disse...

TÓ´!

Alcides disse...

Tó?

Pelicano disse...

ahhahahahahahah

Anónimo disse...

Hehehe, não sei o que o anónimo queria dizer, mas estava capaz de apostar num "totó"...
:-P

Lindo, Vicente!

Anónimo disse...

RAG

Anónimo disse...

... a arte custa dinheiro !
bjinhos
Paula O.

]-[ug() disse...

Epá...e ele a bater-se que tinha mandado vir uma carteira LINDAAAAAAAA...

sergei disse...

Fica a dica que dei no outro dia, compra uma moldura de 5€ e emoldura a "coisa". Pões por baixo a descrição a la New Yoeker, e tens de novo um motivo de orgulho.

Já te imagino a dar um bafo no cachimbo enquanto observas a moldura, comentando com alguém um "Enganado? Eu? Nãããããão, longe disso. Onde é que ouviu tal comentário? Mandei mesmo vir porque considerei o conceito muito engraçado (e aí metes a dica do Duarte), e além disso isto não é papel, é Tyvek, e não sei se sabe, mas o Tyvek é um ganda strek..."


Abração, S do P do ock

Anónimo disse...

Podes sempre aproveitar e usar mesmo como carteira.
Tens é de meter um elástico para o dinheiro e os cartões não cairem.
Acho que se perguntares, qualquer septagenário te explica o procedimento.

No Inô, podes sempre, após tirar o envelope do bolso da camisa, e enquanto desenrolas o elástico, dizer:

"É arte retro portuguesa, mandei vir de nova york"!!!

Anabela disse...

E depois eu é que sou loira...