quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Faça-o Você Mesmo!



Tomando em consideração o crescente e lamentável número de vítimas do vírus HIV e das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), é tempo de se analisar os meios de contracepção e as campanhas de prevenção que têm sido desenvolvidas nos últimos tempos.

É certo e sabido que o Sexo continua a ser encarado como tabu e a forma mais correcta e pedagógica de se abordar a questão é fazendo-o sem subterfúgios. A Educação Sexual é essencial e desconstruir os mitos sobre a Masturbação torna-se cada vez mais premente. Os mitos de que a masturbação faz com que cresçam pedras nos mamilos, pêlos nas mãos ou que vicia tendem a desaparecer.
Já imaginaram alguém entrar numa sala de Masturbadores Anónimos e dizer: ”Olá sou o Jeremias, tenho trinta e dois anos e sou viciado em Masturbação. Toco-me no banho logo pela manhã…Tomo o pequeno-almoço, vou à bica e volto a tocar-me. Aí por volta do meio-dia, para a abrir o apetite, volto a agarrar-me a ele. E o dia passa-se e há vezes em que me toco cerca de 27 vezes. Sinto que o meu pénis é uma prolongação da minha mão. Estou aqui porque preciso de ajuda.”

Pois bem, no Botswana e de forma a alertar e prevenir o flagelo das DST, uma organização incentivou a prática da Masturbação. Com o slogan “There is Fun without Sex”, o cartaz exibe um jovem, com as mãos no interior dos seus calções e a pensar nos momentos ardentes e sensuais com a sua companheira. Todavia, saltam à vista algumas incongruências.

Aviso: os parágrafos que seguem contêm linguagem que pode ser considerada obscena!

Analisando o cartaz que dá corpo à arrojada, porém criativa, campanha, detecto alguns erros:

1 - A expressão do jovem não mostra qualquer tipo de divertimento ou entusiasmo, mostrando uma total apatia que o acto de espancar o macaco não merece.

2 - A televisão está desligada e ele não está a ver nenhum filme ou DVD pornográfico o que significa que está a descabelar o palhaço com recurso à memória, o que só prova que o método utilizado é arcaico e está descontinuado.

Por último: pela arrumação e decoração da casa é evidente que ele mora com os pais e só um tipo muito corajoso é que tocava uma sarapitola na sala, correndo o risco de ser apanhado.

Não obstante, a campanha está bem esgalhada...
PS - o registo fotográfico é original e foi gentilmente cedido por um
turista que trabalha no Turismo e que a tirou enquanto fazia turismo. Obrigado.

4 comentários:

Anónimo disse...

Curiosa e interessante mas, e a masturbação no feminino...será igualmente equacionada ?

Luazinha disse...

Mas por alminha de quem a dita pessoa que vai ao "masturbadores anonimos" ou "tocadores", como achares melhor, tem o nome do meu gato??
Ai ai...

Alcides disse...

Boa pergunta!Averiguarei se existem cartazes de mulheres...
Quanto ao teu gato, calculo que também tenha os seus momentos de "higiene pessoal:-)"Todavia, foi mero acaso..

Joana disse...

Gostei do teu blog!
Beijos