terça-feira, 29 de setembro de 2009

Supintus Desarrumadus

Existem características que habitualmente são intrínsecas aos seres do sexo feminino. Falo-vos da sensibilidade, o tacto e (o aspecto que eu quero aqui focar) a arrumação.

Não é de estranhar quando um homem deixa uma toalha de banho molhada em cima da cama, umas meias no centro da sala ou um par de sapatos na cozinha – ressalvo que estes exemplos são completamente aleatórios e nada têm a ver com a minha pessoa. O mesmo se aplica á existência de gavetas tão desarrumadas que fazem corar a Zara do Freeport em época de saldos.

No entanto, descobri um espécime do sexo feminino que reúne todas estas particularidades e mais algumas. Encontrar um par de meias ou umas cuecas numa das suas gavetas é talvez mais difícil que localizar um dinamarquês no seio de uma tribo Masai no interior do Quénia.

Esta espécie em vias de extinção tem o seu habitat natural no Chão Duro, nos arredores da Moita, alimenta-se de tudo um pouco e tem como bebida de eleição Vodka Red Bull.

Numa recente expedição ao seu meio ambiente, tive a oportunidade de constatar e documentar o seu peculiar e altamente desorganizado modo de vida. O seu progenitor há muito que desistiu de incentivar a arrumação das suas gavetas.

Assim, se a genética estiver correcta será natural que no futuro deixe de ser uma espécie em vias de extinção, pois as suas crias carregarão nos seus genes os cromossomas da desarrumação.

Ficam as fotos que consubstanciam a minha teoria e consequente investigação….


6 comentários:

David disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
David disse...

E nota-se que foram passadas a ferro...

...umas pelas outras!

Anónimo disse...

Eu não tenho tempo para arrumar gavetas,acho uma perda de tempo!!!! Prefiro deitar-me no sofá e não fazer nenhum!!!!!Aliás, se arrumares e depois desarrumares vais ter de voltar a arrumar!!!!!É como por ex fazer a cama, "par quê"???? Vais-te deitar nela no dia seguinte!!!Ahahah.Há bem pouco tempo provaram que não fazer a cama era benéfico,acumula menos bicharada, logo, aguardo que descubram qualquer coisa positiva em não arrumar gavetas, por ex: faz mal às costas, tendinites nos pulsos, é possível!!! PS: Já sei que nunca mais vou arranjar marido, né? Solteirona Supintus Desarrumadus

Lara disse...

Isto é como mostrar os intestinos de uma pessoa!!!Isso não se faz!!!é por isso que não arrumo nada nas gavetas...fica tudo em cima da cama...excepto quando o autor deste blog lá vai dormir...ainda bem que nunca apanhou nada!SUPINTUS tendo em conta que esta, pelos vistos é uma caracteristica de homem, terás o homem que não andar à procura de uma mãe mas de uma mulher que descanse com ele no sofá:)

Kruzes Kanhoto disse...

Acho que já li textos deste blog noutro lado qualquer...Talvez aqui: http://cudeoeiras.blogs.sapo.pt/110943.html

aiaporcaria disse...

Maldade pura!!!
Supintus Desarrumadus estou contigo!!!
Eles não sabem que tu sabes exactamente onde está tudo...
Vamos lá explicar...
Se as meias castanhas estivessem todas juntas, como iríamos distinguir as meias castanhas com risca rosa das meias castanhas com risca creme?
Se o saco "Worten" e seu conteúdo não estivessem naquela gaveta, como iríamos saber que o carregador das pilhas da máquina fotográfica está guardado num sítio onde nunca nos esqueceríamos?
Supintus Desarrumadus tu não me conheces, mas o nobre autor do texto inicial conhece-me… Sou uma metódica Sagitário (metódica no meu método) que convive desde há sete anos com uma rigorosa Virgem…
Acredita que eu sei que é complicado conviver com quem não nos entende…