sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Geração Rasca?

Inapta, desajustada e imbecil são os adjectivos que ocorrem depois de ser confrontado com o vídeo da mandatária da juventude do Partido Socialista. Refiro-me a Carolina Patrocínio. Se anteriormente a minha opinião sobre esta menina se cingia única e exclusivamente aos seus atributos físicos, actualmente posso afirmar que os seus predicados biológicos são inversamente proporcionais à sua capacidade cognitiva.

O vídeo que a expõe enquanto “entidade” que supostamente representa uma fatia da juventude do nosso país demonstra uma tendência cada vez mais evidente na nossa sociedade: a tendência para a futilidade e para o acessório. Reflecte a imagem de uma burguesia cada vez mais ascendente e de maneira alguma espelha os jovens.

"Prefiro fazer batota a perder." Nada como demonstrar valores tão importantes como a embustice, o logro e o chico-espertismo…

"Só como a cereja quando a minha empregada tira os caroços por mim." Entendo perfeitamente esta menina pois a dificuldade em retirar os caroços de uma cereja assemelha-se à aprendizagem de conceitos tão complexos como os de Física Nuclear ou Neurocirurgia.

Questiono-me sobre os critério de selecção que terão levado o nosso ilustre primeiro a optar por esta criatura patrocinada pela tolice? Como estamos numa era de revivalismos, talvez a concepção de Geração Rasca tenha sido catalisador para a sua (triste) preferência.

Fica a hiperligação, com o video, para tirarem as vossas ilações:

6 comentários:

catarina disse...

Eu não disse :P

Anónimo disse...

Não concordo com os atributos físicos. Já viste as pernas dela??? Quanto ao resto estou completamente de acordo; é uma tristeza!... A menina quer ser comunicadora porque... Devia estar um mês a descaroçar cerejas, para aprender, sem fazer batota.

caracois disse...

oh-my-god...
são estes os exemplos que me fazem ser tão apologista do aborto...
Laura

Anónimo disse...

Credooooooooooo,

a entrevista desta senhora,é uma aberração...caminhamos para a demência...

Será que a empregada tira as grainhas ao Uva ;)

Paula

Anónimo disse...

há muita gente fútil por aí...
vai mas é trabalhar... tu queres é aparecer...e quando apareces, pareces mal!

E.S.

Anónimo disse...

era mete-la num saco e deita-la no rio dos tremoços!